E-mail

contatof5agencia@gmail.com

WhatsApp

(75) 98834-6881

PESQUISA

Pesquisa revela: Traição não significa falta de amor

O site de relacionamentos, Meu Rubi, ouviu a história de três usuários do site que passaram pela situação. Mas já adiantando, o amor não deixou de estar presente em nenhuma das histórias, mesmo após a infidelidade.

03/12/2019 23h47
Por: Portal Bahia Online

A traição ainda é um assunto que as pessoas evitam falar sobre e apesar de ser cada vez mais comum, é algo bastante temido pela maioria das pessoas que estão em um relacionamento. Fomos ensinados a pensar que se uma pessoa nos trai, o amor já acabou, entretanto, muitos afirmam ter salvado o casamento após viver uma relação extra e melhorado as coisas em casa.

Levando em consideração, o site de relacionamentos, Meu Rubi, ouviu a história de três usuários do site que passaram pela situação. Mas já adiantando, o amor não deixou de estar presente em nenhuma das histórias, mesmo após a infidelidade!

Fernanda, de 24 anos, casou-se muito jovem com o primeiro marido e sempre teve em mente que se envolver com outras pessoas era errado. Depois de sete anos casada, o relacionamento esfriou e os dois passavam mais tempo trabalhando do que em casa. “Conheci um colega de trabalho e começamos a nos envolver naturalmente, saiamos algumas vezes durante a semana e mesmo ele também sendo casado, eu não via mais a situação como algo errado”, conta. Mesmo tendo pouco tempo com o marido, ela afirma que a relação dos dois melhorou, inclusive na cama. "Aprendi muitas coisas com essa outra pessoa, mas era só sexo. Um satisfazia o outro e depois voltávamos para nossas casas, eu como uma boa esposa e ele como um bom marido”, finaliza.

Não é o que a maioria das pessoas acha, mas em muitos casos, a traição pode não ter a ver com a falta de amor de um dos dois. Nessa situação, os principais casos são iguais ou parecidos aos de Fernanda, onde a relação de anos fica desgastada por diversos motivos e as pessoas simplesmente só vão deixando cair na rotina. Quando surge a chance para um dos dois, a vontade da adrenalina naquele momento e a busca por experiências novas pode falar mais alto do que o amor pelo parceiro.

Para Ana Carolina, 20 anos, as coisas foram um pouco diferentes e o final não foi tão feliz. “Quando estava com dois anos de namoro, conheci um rapaz por uma amiga em comum que tínhamos, depois de nos vermos algumas vezes na roda de amigos, acabamos saindo sozinhos. A vontade falou mais alto e transei com ele algumas vezes, mas nada interferiu na relação com meu namorado e muito menos no amor que tinha por ele”, explica. Ela não sentia que a atitude era 100% errada porque amava o namorado, mas sabia que manter as coisas escondidas não era certo. “Expliquei a situação ao meu namorado, como eu me sentia com o que tinha acontecido, achei que ele fosse entender, já que nossa relação era muito boa, mas terminamos por decisão dele”, conta ela.

Certamente as pessoas não entram em relacionamentos pensando em ser infiéis, mas ao considerar o estudo mais recente, em que 70% das pessoas afirmaram já ter traído alguma vez na vida, constatamos que a natureza humana não lida tão bem com os relacionamentos monogâmicos, apesar da prática ser passada de geração para geração.

Além disso, outro levantamento feito pelo site Meu Rubi, mostrou que, entre 100 novos inscritos no site, 80 são casados.

            O terceiro entrevistado, Marcos, de 35 anos, nunca foi infiel, mas afirma ser possível passar por cima de uma traição. “Descobri que minha esposa estava tendo casos fora do nosso casamento quando estávamos juntos há dez anos. No primeiro momento achei que não fosse possível superar e cheguei a pensar que ela não me amava mais”, explica. Após muitas conversas e esclarecimentos da parte dos dois, o casamento continuou. “Hoje posso dizer que nossa relação melhorou muito depois dessa catarse, não digo que foi bom, mas sei que é possível superar”, finaliza.

            Obviamente nem toda traição melhora o casamento ou termina de um jeito bom para ambos. Às vezes, a melhor atitude a tomar quando o matrimônio não vai bem é uma terapia para casais, ou até mesmo conversas claras e objetivas com o parceiro. Entretanto, para alguns, relações extra parecem adiantar. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Últimas notícias
Mais lidas