E-mail

contatof5agencia@gmail.com

WhatsApp

(75) 98834-6881

Boa Vista do Tupim

Prefeitura de Boa Vista do Tupim capacita produtores sobre plantio intensivo da palma.

Os produtores rurais ouviram atentamente a palestra.

22/08/2019 20h22Atualizado há 4 semanas
Por: Portal Bahia Online

O seminário teve início, nesta quarta-feira (21), o Circuito de Seminários em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a Prefeitura Municipal de Boa Vista do Tupim. O primeiro tema da palestra desta quarta-feira, foi sobre as técnicas do cultivo intensivo da palma.

No seminário, os produtores também estão sendo capacitados sobre as formas mais eficazes de realizar o seu plantio. “A expectativa é que a gente vá aprender mais, ter mais conhecimento de como plantar, como cuidar da palma e também como a gente pode utilizar a palma, quantas utilidade tem a palma”, afirma Vânia Cerqueira – Secretaria de Agricultura. 

É uma oportunidade agora de que essas regiões mais secas venham a ser beneficiadas com a palma forrageira”, justifica Vânia, sobre a importância das ações desenvolvidas na área. Todos esses pontos foram abordados durante o evento. Para isso, foi convidado o agrônomo Paulo Suassuna, um dos principais especialistas no cultivo de palma do Brasil. Ele conduziu a palestra “Tecnologias do cultivo intensivo da palma – como produzir em períodos de estiagem”. A proposta é apresentar ao produtor um novo processo de produção da palma, que vai lhe permitir potencializar o seu resultado.

Ele precisa concluir que o sistema de produção que atualmente ele usa na sua propriedade é arcaico, é obsoleto. E que, na mesma propriedade, com o mesmo solo, o mesmo ambiente e a mesma planta, basta que ele mude o sistema de produção, e ele vai obter um rendimento de 10 a 12 vezes maior”, explica o agrônomo.

Durante a capacitação, os produtores tiveram a oportunidade de conhecer o histórico da introdução da palma no Brasil, as suas diversas utilidades – especialmente para forragem, que é o mais usual na região – e como se defender da praga cochonilha silvestre. Em um momento prático, também foi possível acompanhar o passo a passo técnico do sistema tecnológico de cultivo intensivo, desde a escolha da semente ideal até a colheita.

Os produtores locais concordam. “A plantação da palma é um projeto muito bom para toda zona rural. É um trabalho prestativo, porque o homem do campo precisa ter essa ração habituada à seca. Para o produtor aqui, a palma ajuda muito. Esse projeto que vem da Prefeitura está de parabéns, o pessoal está aplaudindo muito”, comenta um agricultor.

O prefeito Helder Lopes Campos, conta que a iniciativa chamou a atenção da gestão, que entrou com a parceria para realização do evento. Nesse sentido, ele fala sobre a importância da capacitação para o produtor: “Estamos dando a oportunidade para que ele possa fazer toda a diferença com relação ao processo de plantio da palma, e consequentemente poder fazer com que suas ações dentro de sua propriedade rural possam ser o mais lucrativas possível.” finalizou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Últimas notícias
Mais lidas