E-mail

contatof5agencia@gmail.com

WhatsApp

7199823227

SAÚDE

Hospital Aristides Maltez faz mutirão para detectar câncer de cabeça, no próximo sábado (27).

Acontece no sábado dia 27.

23/07/2019 08h57Atualizado há 1 mês
Por: Portal Bahia Online
Fonte: BahiaJá

No próximo sábado, dia 27, acontece uma ação no Hospital Aristides Maltez (HAM), no Bairro de Brotas, para detectar câncer de cabeça e pescoço. A triagem faz parte da programação do Julho Verde, criado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço, com objetivo de informar a população e profissionais de atenção básica sobre a importância da prevenção do câncer de cabeça e pescoço e promover medidas que ajudem na prevenção, diagnóstico precoce e tratamento.

Na quinta-feira passada aconteceu uma programação especial com apresentação do núcleo de cordas da orquestra Neojibá com um coral formado por pacientes do HAM E nesta quarta-feira, dia 24, haverá uma palestra sobre “O Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço” com objetivo esclarecer e tirar dúvidas sobre este tipo da doença.

Segundo o médico Lucas Gomes Silva, chefe do departamento de Cabeça e Pescoço do HAM, no Brasil este tipo da doença é a sexta maior causa de morte por câncer no país. “É um tipo de câncer com alta prevalência, principalmente em países com baixo nível socioeconômico e precisamos alertar a população sobre os riscos e como fazer a prevenção”.

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima que cerca de 41 mil novos casos de câncer de cabeça e pescoço surgem anualmente, sendo cerca de 14.700 atingindo a cavidade oral (5º mais incidente em homens) e 7.670 afetando a laringe (8º mais frequente em homens). No dia 27, o mutirão, que acontece no Hospital Aristides Maltez, envolve uma equipe multidisciplinar com profissionais do Departamento de Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Departamento de Fonoaudiologia, Departamento de Odontologia e Departamento de Psicologia e vai selecionar para tratamento 100 pessoas que apresentarem problemas, além de distribuir panfletos explicativos.

O trabalho será em parceria com a Associação de Câncer Boca e Garganta (organização não governamental sem fins lucrativos, que trabalha em prol dos portadores de câncer de boca e garganta e seus familiares em todo o Brasil) e o tema da campanha em 2019 é: “O câncer tá na cara, mas às vezes você não vê”.

O especialista Lucas Gomes Silva explicou que os principais fatores etiológicos são o tabagismo e o consumo de bebidas alcoólicas, sendo que a associação dos fatores aumenta cerca de 20 vezes a chance de ter um câncer dessa região. Outras causas associadas são: má higiene oral, refluxo gastro-esofágico, exposição solar (câncer de lábio) e infecções virais: o HPV (relacionado ao câncer de orofaringe- amidala e base de língua) e o Epstein-Barr (relacionado ao câncer de nasofaringe).

O médico alerta ainda para sintomas como feridas na boca, rouquidão, caroço no pescoço e dificuldade de engolir persistentes por mais de 15 dias “Qualquer sinal a pessoa deve procurar logo orientação de um profissional para os exames, porque o diagnóstico precoce e tratamento dos tumores iniciais tem relação direta com a cura”. 

A prevenção consiste principalmente no ato de evitar o consumo de bebidas alcoólicas, o tabagismo e a exposição solar, além de uma boa higiene oral.  Outro fator importante relacionado ao vírus HPV é a prática de sexo oral com preservativo. Uma dieta rica em frutas, verduras e legumes é um fator de prevenção e contribui para uma vida mais saudável.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Últimas notícias
Mais lidas