E-mail

contatof5agencia@gmail.com

WhatsApp

(75) 98834-6881

Polícia

Acusado de homicídio na J.J. Seabra é preso em São Paulo em ação policial .

Crime aconteceu madrugada da quinta-feira, dia 15 de novembro, por volta das 3h25 da madrugada.

24/11/2018 14h03
Por: Portal Bahia Online
Fonte: Chapada em Alerta

Itaberaba foi palco de uma ação policial digna das telas hollywoodianas. Na madrugada da quinta-feira, dia 15 de novembro, por volta das 3h25 da madrugada, um homem identificado como Edson Diego do Nascimento foi morto a pedrada por um indivíduo chamado Moisés Welington Silva da Costa, que após o homicídio, se evadiu do local. Logo na manhã do feriado, o Delegado Thiago Costa, ao chegar a delegacia foi encarregado do caso. Após longa investigação que contou com depoimentos e vídeos de câmeras do local do delito o delegado pediu o mandado de prisão que foi expedido pela autoridade judiciária de plantão.



Munido do mandado, o delegado foi a todos os pontos conhecidos que o suspeito frequentava na cidade. Sem êxito na sua busca Dr. Thiago imediatamente se encaminhou a todas as empresas de ônibus que faziam alguma linha em Itaberaba com destinos dos mais variados, ainda não tendo sucesso. Numa dessas empresas, que tinham ônibus para o estado de São Paulo conseguiu finalmente achar o nome do acusado. Rapidamente obteve o número do celular do motorista que durante mais de 45 minutos, permaneceu em contato com a autoridade policial. O suspeito percebendo algo estranho, saiu do ônibus, e pegou um táxi que foi seguido por outro táxi com o motorista do ônibus como passageiro.



O motorista do ônibus passou o telefone para a Polícia Militar de São Paulo que tomou a frente da perseguição, juntamente com o Delegado de Polícia de Itaberaba que de tudo acompanhava pelo celular. Até que finalmente conseguiram prender e dar cumprimento ao mandado de prisão contra Moises Welington Silva da Costa, suspeito de ter cometido o homicídio que vitimou Edson Diego do Nascimento, fato que aconteceu na praça JJ Seabra no dia 15/11/18 e que chocou a cidade pelo requinte de crueldade.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.