Segunda, 21 de janeiro de 201921/1/2019
(75) 98834-6881 E-mail: contatof5agencia@gmail.com
Erro ao processar!
Erro ao processar!
ESPORTES
Com Cielo, Brasil é bronze no 4x100 metros livre no Mundial de Piscina Curta
A natação do Brasil faturou uma medalha de bronze no primeiro dia de disputas do Mundial de Piscina Curta, que sendo realizado na cidade de Hangzhou, na China.
Portal Bahia Online Itaberaba - BA
Postada em 12/12/2018 ás 22h38
Com Cielo, Brasil é bronze no 4x100 metros livre no Mundial de Piscina Curta

Matheus Santana, Marcelo Chierighini, Cesar Cielo e Breno Correia.

A natação do Brasil faturou uma medalha de bronze no primeiro dia de disputas do Mundial de Piscina Curta, que sendo realizado na cidade de Hangzhou, na China. Nesta terça-feira, a conquista veio na última prova do dia: o revezamento 4x100 metros livre. Com o tempo de 3min05s15, o time formado por Matheus Santana, Marcelo Chierighini, Cesar Cielo e Breno Correia disputou o terceiro lugar braçada a braçada com a Itália, que cravou 3min05s20.


A medalha de ouro ficou com os Estados Unidos, que travaram uma dura batalha contra a Rússia nas braçadas finais. Com o tempo de 3min03s03, os norte-americanos (Caeleb Dressel, Blake Pieroni, Michael Chadwick e Ryan Held) bateram ainda o recorde mundial da prova, ficando apenas oito centésimos de segundo na frente dos russos.


Com a medalha de bronze no revezamento 4x100 metros livre, Cesar Cielo se tornou o atleta brasileiro com o maior número de medalhas em Mundiais. Com 18 pódios conquistados na carreira, superou o velejador Robert Scheidt, que tem 17 premiações.


"Fizeram um trabalho excepcional. Breno está muito bem. O caminho do Brasil está desenhado já. A gente troca os nomes, mas os resultados seguem sendo constantes. Estar aqui nesse bolo é muito bom. Pode ser meu último Mundial, mas é fora de série. Essa medalha de bronze é como se fosse ouro. Não é fácil chegar lá. Chegar em pódio mundial desde 2004... É continuar na pegada da competição", disse Cielo, logo após a conquista, em entrevista ao SporTV.


O revezamento brasileiro mostrou que vive grande fase tanto em piscina longa, quanto em piscina curta. Depois da medalha de prata em Budapeste, na Hungria, em 2017, e do ouro no Pan-Pacífico em 2018, foi a vez de um quarteto modificado ganhar um bronze.


Em outras finais nesta terça-feira, o Brasil não ganhou medalha. Nos 200 metros medley, Caio Pumpitis ficou com a quinta colocação, com o tempo de 1min53s05, logo à frente de Leonardo Santos, com 1min53s38. Já nos 200 metros borboleta, Luiz Altamir foi o sexto com 1min51s99. E Fernando Scheffer, com 3min39s40, terminou os 400 metros livre na oitava posição.


"Ficar em 5.º ou 6.º no nosso primeiro Mundial não é para qualquer um. Claro que sempre queremos mais, uma medalha, um recorde, mas temos que estar felizes de estar entre os melhores do mundo. A meta é, agora, é superá-los", relatou Caio Pumpitis.


Outras provas


O dia também teve as semifinais dos 100 metros costas e o Brasil pode conquistar mais uma medalha nesta quarta-feira. Como fez nas eliminatórias, Guilherme Guido quebrou o recorde sul-americano e está classificado à final. Com o tempo de 49s45, baixou em 12 centésimos de segundo a sua marca da manhã e passou com o segundo melhor tempo entre os oito finalistas. Já Guilherme Basseto ficou em 13.º (50s83) e foi eliminado.


"Muito legal saber que estou na minha melhor forma. Foi uma prova muito boa, me senti bem. Agora é descansar para amanhã (quarta-feira), na final, fazer mais um melhor resultado para conquistar uma medalha para o Brasil", disse Guilherme Guido.


Por fim, nos 100 metros peito, Felipe Lima e João Gomes Júnior pararam nas semifinais. Nas eliminatórias, Felipe passou com o quinto tempo (57s14) e João com o 15.º (57s62). À noite (horário local), João Gomes Júnior terminou a prova com 57s26 e o 11.º tempo, enquanto que Felipe Lima finalizou com 57s30 e em 12.º.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

Publicidade

Facebook

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Enquete
Você está otimista com o governo de Jair Bolsonaro?

Sim, vai melhorar bastante.
33 votos - 97.1%

Não, acho que vai piorar.
1 voto - 2.9%

Não tenho opinião ainda.
nenhum voto - 0%

© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium